• h8.jpg
  • h7.jpg
  • h6.jpg
  • h3.jpg
  • h10.jpg
  • h9.jpg
  • h11.jpg

Foto: Gabriel Mattos

As comunidades camponesas atingidas pelas mineradoras CMOC do Brasil e Mosaic Fertilizantes protestam nesta terça (23) na rodovia GO-504, próxima à Catalão, em Goiás. O objetivo da manifestação é denunciar os problemas que estas empresas causam às famílias agricultoras, ao meio ambiente e à população da região.

As empresas mineradoras causam enormes riscos para as comunidades de Macaúba, Mata-Preta e Coqueiros, que denunciam a destruição ambiental: "A situação é de total insegurança em relação ao ar que respiramos, à água que bebemos e aos alimentos que produzimos e consumimos", afirma a nota à imprensa assinada pela União dos Atingidos pelas Mineradoras.

Além das famílias ameaçadas de deslocamento, as mineradoras causam impactos como contaminação do solo e da água. Este tipo de mineração predatória não gera empregos e as empresas mineradoras deixam enormes dívidas para o Estado. Segundo a nota, as mineradoras devem cerca de 300 milhões de reais em impostos ao município de Catalão.

Leia a nota da União dos Atingidos pelas mineradoras na íntegra. (nota)